Segundo o Dicionário Informal:

Aprendiz é aquele que ainda está aprendendo, que está estudando um ofício, profissão ou alguma outra coisa. Que está em processo de formação, de aprendizagem.

Eu trabalho com Marketing Digital desde 1998 e já se passaram mais de 20 anos para descobrir que nesta área somos eternos aprendizes. A internet e a tecnologia evolui com tanta velocidade que não é fácil se manter atualizado.

Escrevo este artigo, pois tem uma coisa que me incomoda bastante em grande parte dos jovens da atualidade, a dita “geração Y”. Percebo que muitos jovens aprendem um pouco sobre um tema e já se consideram “experts”.

Quando lancei minha primeira produtora de sites, eu tinha 30 anos e a internet era DISCADA. Aprendiz a criar sites com Microsoft FrontPage e logo comecei a “criar sites” acreditando que ficaria rico fazendo sites. Doce ilusão… foi apenas o início de um longo aprendizado para descobrir que precisa passar muita água debaixo da ponte para começarmos a nos considerar experts em algo.

Quando ficamos mais velhos, aprendemos que devemos ter a humildade de sempre nos considerarmos eternos aprendizes.

Depois de uma série de fracassos de agências digitais, decidi seguir minha INTUIÇÃO e descobri que minha MISSÃO é ajudar a promover uma educação livre e uma aprendizagem criativa.

Me envolvi com o Movimento Maker que é uma tendência do “FAÇA VOCÊ MESMO”, mas não se engane em achar que é apenas uma moda passageira. As tecnologias de fabricação digital – cortadoras laser, impressoras 3D, etc. – deram início a uma nova Revolução Industrial. Ao invés de comprar produtos industrializados, agora podemos CRIAR NOSSOS PRÓPRIOS PRODUTOS.

Há alguns anos, decidi assumir um talento de infância em negócio: O ORIGAMI. Lancei o projeto Origami.club para ser o maior portal de origami do Brasil (quem sabe, do mundo?).  O origami é uma das artes MAKER mais incríveis, pois pode ser utilizado em diversas áreas: Educação, Terapias, Artes, Decoração e muito mais.

 

O que podemos aprender com o Movimento Maker?

A essência de um MAKER é ser curioso, colaborativo e humilde para compreender que o melhor aprendizado acontece com a diversidade.

“É fazendo que se aprende a fazer aquilo que se deve aprender a fazer” Aristóteles

Já dizia Aristóteles há milhares de anos e o que vemos em pleno século 21? Milhões de jovens sonhando com a “faculdade perfeita” e estudando para o vestibular. Não se preocupam em descobrir seus TALENTOS e a maioria não saber FAZER COISAS, pois estão focados em responder perguntas em um vestibular para tirar uma NOTA.

Eu já fui o aluno perfeito. Fiz escola técnica de eletrônica, estudei e passei no vestibular de engenharia elétrica na Unicamp e terminei a faculdade sem perder nenhuma matéria. Depois de formado, não fiquei 2 anos atuando como engenheiro e larguei tudo para dar aulas particulares de informática.  Descobri a internet em 1998 e comecei a minha jornada no Marketing Digital. 21 anos se passaram e hoje percebo que apesar

Você sabe quais são seus talentos?

A palavar talento tem dois signifcados: Pode ser uma antiga moeda grega ou uma APTIDÃO NATURAL para executar uma determinada atividade.

“A palavra tem origem no Cristianismo, e é uma referência à Parábola dos Talentos. Na parábola, um homem entrega a três servos, respectivamente, cinco talentos, dois talentos e um talento; os dois primeiros investiram o dinheiro e dobraram o capital, porém o terceiro enterrou o talento e o devolveu ao seu senhor. Os dois primeiros recebem elogios, mas o terceiro é punido.”

Eu “desenterrei” o meu talento com o ORIGAMI e compartilho a frase da Sabrina Bittencourt, uma grande amiga que faleceu recentemente e que sua frase me inspirou em 2013 a buscar descobrir meu IKIGAI (ver post sobre Ikigai e Propósito).

“Qual é o talento que você pode oferecer para o mundo?”

Aprendiz em Marketing Digital

Tenho buscado jovens para serem APRENDIZES e participarem de projetos de Marketing Digital. Atualmente, há 3 pilares sem os quais qualquer profissional ou empresa terá dificuldades: Marketing Digital, Conteúdo e VÍDEOS.

Caso tenha interesse em ver alguns projetos, veja o mapa mental.

Alguns exemplos de projetos que estamos organizando através da colaboração.

  • JornadaIkigai.com – Coletivo de autoconhecimento e desenvolvimento humano para organizar cursos e eventos presenciais ou online.
  • Elementa.com.br – Rede de profissoinais de Marketing Digital, Conteúdo e Vídeos. Vamos criar uma unidade Elementa Jr. com jovens.
  • SBAP.com.br – Sociedade Brasileira de Apresentações Profissionais – A meta é ser uma rede de profissionais para criação e treinamento de apresentações.
  • Origami.club – Portal de origamistas para promover o origami no Brasil e no mundo.
  • AcademiaKonfide.com.br – A Academia Konfide é uma rede de ensino/aprendizagem que tem o objetivo de conectar jovens/profissionais e empreendedores/empresários. Os pilares de conhecimento da Academia Konfide são: Vida Digital, Apresentações, Autoconhecimento e Educação.

Além desses projetos, a ideia é apoiar pessoas que tenham projetos legais e que precisem de ajuda.

O mais incrível é a DIFICULDADE em encontrar jovens dispostos a APRENDER.

Entendo que basta acessar o Youtube e terão milhares de aulas online. Porém há coisas que só se aprendem na interação com outras pessoas e com a HUMILDADE de ouvir.

Além disso, apenas formando redes de confiança é possível praticar o networking e gerar negócios. Em geral, jovens estão em busca de oportunidades no mercado de trabalho e foi vendido uma ideia que a Geração Y e os millenials seriam uma geração com alto potencial e mindset colaborativo e criativo, correto?

A verdade é que os jovens não estão preparados para frustrações e não tem a paciência necessária para conquistar determinados objetivos. Veja o artigo do Sidnei Oliveira que é especialista em Gerações “O que os jovens mais precisam é de mentores“.

Este vídeo da Box1824 é o resultado do estudo das diversas gerações (Baby-boomers, Geração X e Geração Y – Millenials) e é fundamental para compreender o modelo mental e de mundo de cada geração.

O vídeo é incrível, mas gosto de destacar que vendo o vídeo parece que Geração Y está relacionado à idade. Em grande parte sim, porém a maioria dos jovens tem pais que são das gerações Baby-boomers e X e sofrem MUITA influência deles para seguirem os padrão da sociedade como acreditar que o vestibular e um bom emprego é sinal de segurança. Ou seja, muitos jovens têm o modelo mental da Geração X.

Na minha opinião, o que define como seremos é a nossa ATITUDE. Em um mundo de grandes mudanças é necessário ter o espírito da Geração Y, portanto precisamos ter mais FLEXIBILIDADE, menos APEGO ao que já sabemos, valorizar a DIVERSIDADE, não querer controlar o FUTURO e saber aproveitar o PRESENTE, entender que a JORNADA é mais importante do que a chegada e ter a HUMILDADE ser sermos ETERNOS APRENDIZES.

Quero fechar este artigo compartilhando um vídeo que encontrei pesquisando “o significado de ser aprendiz”.

Gratidão pela atenção e agradeço se compartilharem.

Ah! Caso conheçam jovens aprendizes, me indiquem!!